HÁ PROVAS DE QUE O TERCEIRO SEGREDO DE FÁTIMA DEVERIA TER SIDO REVELADO EM 1960?

 

Marian T. Horvat, Ph. D. *

 

     Em 1960 eu era adolescente, mas lembro claramente que aguardava a revelação do Segredo de Fátima. Nessa época havia um grande interesse por Fátima, essa devoção estava florescente, e meus pais – como também outras pessoas – esperavam ansiosos que o Papa abrisse a carta lacrada e revelasse ao mundo a mensagem, de acordo com o expresso desejo de Nossa Senhora relatado por Irmã Lúcia.

     Estávamos todos sendo tolos? Certamente não. Altas autoridades da Igreja confirmaram repetidas vezes que a mensagem deveria ser revelada em 1960.

O bispo José Correia da Silva em 1948, com o envelope lacrado contendo o Terceiro Segredo

     Deixem-me primeiro fazer um breve retrospecto acompanhado dos testemunhos extraídos do volume 3 da coleção A Verdade Inteira sobre Fátima: o Terceiro Segredo, de Irmão Michel de la Sainte Trinité. O autor trata no capítulo IX (pp. 466-502) da questão: se Nossa Senhora realmente pediu que o segredo fosse revelado em 1960. Ele demonstra que Ela de fato pediu, e documenta meticulosamente seu trabalho e fornece fontes seguras para cada citação. A maior parte das citações transcritas abaixo foi retirada do livro A Verdade sobre o Segredo de Fátima, escrito pelo arquivista oficial de Fátima, Padre Joaquin Maria Alonso, que teve acesso a arquivos especiais.

     Em 1943 o bispo José Correia da Silva autorizou a Irmã Lúcia a relatar por escrito o Terceiro Segredo durante o surto de pleurisia que ameaçou sua vida. E em 17 de junho de 1944 o documento foi oficialmente depositado em suas mãos. Quando Irmã Lúcia deu a carta ao Bispo, ela disse-lhe que deveria lê-la e torná-la conhecida, mas ele se recusou. Ao invés disso, ordenou que a documentação fosse lacrada e guardada no cofre da Cúria Episcopal. O retrato dele com o Segredo lacrado foi fotografado por M. Pazen, um repórter da revista Life, que nela publicou matéria em 3 de janeiro de 1949.

     Com relação à recusa do bispo Correia da Silva em fazer a divulgação do Segredo, nós temos o testemunho decisivo do Cônego Galamba, seu amigo próximo e conselheiro: “Quando ele se recusou a abrir a carta, Lúcia fez o Bispo prometer que seria definitivamente aberto e lido para o mundo quando ela morresse ou em 1960, conforme o que primeiro ocorresse”.

     O Bispo de Leira continuou como guardião do Segredo até março de 1957, quando o documento foi enviado a Roma, por ordem do Papa Pio XII.

     Testemunhos

     No início de fevereiro de 1946, Frei Jongen teve contato com Irmã Lúcia e perguntou-lhe quando chegaria o momento para que a terceira parte do Segredo se tornasse conhecida. Ela respondeu: “Eu relatei a terceira parte em uma carta ao Bispo de Leiria. Mas ela não deve ser revelada antes de 1960.”.

     Em 7 de setembro de 1946, o Cardeal Cerejeira afirmou, no encerramento do Congresso Mariano no Brasil, que a terceira parte do Segredo tinha sido escrita e colocada em um envelope lacrado “e será aberto em 1960”.

     Em 17 de maio de 1955, o Cardeal Ottaviani, pró-prefeito do Santo Ofício, interrogou Irmã Lúcia a respeito do Terceiro Segredo.  Mais tarde, em uma conferência realizada em 1967, ele declarou: “A mensagem não devia ser aberta antes de 1960. Perguntei para a Irmã Lúcia: ‘Por que esta data?’ Ela respondeu: ‘Porque então ele ficará mais claro’ (Doc. Cath. 19 de março de 1967, col. 542)”.

     Declarações similares afirmando que a mensagem deveria ser aberta em 1960 foram feitas pelo Cardeal Tisserant (13 de outubro de 1956), Cardeal Piazza, Frei Shveigl, Bispo Venâncio e pelo Cônego Barthos.

     Pe. Alonso acrescenta: “Outros bispos também falaram – e com autoridade – sobre o ano 1960 como a data indicada para a abertura da famosa carta. Por isso, quando o então Bispo Titular de Tiava e Bispo Auxiliar de Lisboa perguntou para Lúcia quando seria aberto, ele sempre recebeu a mesma resposta: em 1960” (in La verdad sobre el Secreto de Fátima, p. 46).

Nossa Senhora queria que o Terceiro Segredo fosse revelado em 1960

     Nós também temos o testemunho tocante e verídico de Irmã Lúcia, dela própria, em uma entrevista com o Pe. Fuentes em 26 de dezembro de 1956. Ela lamentou que as autoridades eclesiásticas tivessem se recusado a ler o documento lacrado. Então ela disse:

     “Padre, quanto tempo falta para a chegada de 1960? Isto será uma coisa muito triste para todos... Eu não estou autorizada a dar nenhum outro detalhe por que ainda é um segredo. De acordo com a vontade da Santíssima Virgem, apenas o Santo Padre e o Bispo de Fátima têm permissão para conhecer o segredo, mas eles escolheram não conhecê-lo porque então seriam influenciados por ele. Assim, a terceira parte da mensagem de Nossa Senhora permanecerá secreta até 1960”.

     Estes testemunhos confirmam o desejo de Nossa Senhora de que o Terceiro Segredo fosse divulgado no início de 1940, ou, o mais tardar, em 1960, data em que ele se tornaria perfeitamente claro.

     O misterioso silêncio

     Misteriosamente, ele não foi revelado. Em 1960 o Papa João XXIII fez um comentário em contração direta com a ordem da Mãe de Deus: Questo non è per i nostri tempi. (Esta matéria não é para os nossos tempos).”

     As memórias do Cardeal Oddi relatam a conversa que teve com João XXIII, quando perguntou ao Papa por que não divulgava o Segredo. Em outra obra, o Cardeal Oddi afirmou que o segredo se relacionava com o Concílio Vaticano II. Certamente, se ele tivesse sido revelado, muitas pessoas, clérigos e leigos, teriam estado mais vigilantes sobre o que aconteceu nesse concílio.

     Espero que tudo o que apresentei tenha sido de alguma utilidade. Frequentemente, entretanto, eu percebo que fatos convincentes não convencem pessoas que não querem crer na verdade.

     _________

     * Marian T. Horvat, Ph. D., é co-editora do site católico norte-americano Tradition in Action.

     Artigo publicado em Tradition In Action com o título: Is There Proof the Third Secret Was to Be Released in 1960?

     Tradução: André F. Falleiro Garcia.

     _________

 

    MATÉRIAS RELACIONADAS DE INTERESSE:

O segredo de Fátima: apostasia na Igreja?

Novo texto do Terceiro Segredo que circula nos meios católicos reacende controvérsia por Ronaldo Ausone Lupinacci.

A desconcertante manipulação da profética Mensagem de Fátima

Por que desde o ano de 1960 não se revela o verdadeiro conteúdo do Terceiro Segredo? por André F. Falleiro Garcia.

O segredo de Fátima

O Vaticano ao revelar o terceiro segredo de Fátima pareceu pôr fim a décadas de polêmicas e indiscrições, mas não foi o que aconteceu por Davide Malacaria.

O Vaticano publicou o autêntico Terceiro Segredo de Fátima?

Comentário sobre o livro de Antonio Socci, “Il quarto segreto di Fátima” por Julio Alvear Téllez.

O Segredo de Fátima e a visita do Cardeal Bertone a Madrid

Algumas das mais altas figuras da Igreja reduziram ao silêncio a própria Mãe de Deus. Para sempre? por Julio Alvear Téllez.

O Terceiro Segredo de Fátima e o Cardeal Bertone: não podemos esquecer

O depoimento do Cardeal Oddi, de Mons. Loris Capovilla e de outros estudiosos sobre o tema da autenticidade do Terceiro Segredo por Julio Alvear Téllez.

     _________